Segunda-feira, 21 de Julho de 2014

Letra "Que cena!" de Gritali

A cena é sempre igual
Nem dá p'ra perceber
Ou corre mal ou mal
Às vezes não sei o que escolher
Não se vou voltar
Eu já me estou a arrepender
Ou eu me atiro ao mar
Ou levo um tiro p'ra morrer

Mas sei que às vezes não consigo
Ver aquilo que está a meus pés
Então vem, eu já não tenho ninguém

Estava muito confuso
C'os copos a ajudar
Foi aquela mocita
Que me pôs a atrufiar
Eu não tinha mais "bago"
Nunca mais a vi
Sabia que ia ser assim
Pra mim isso já morreu

Mas sei que às vezes não consigo
Ver aquilo que está a meus pés
Então vem, eu já não tenho ninguém

Ai mas que cena!
Ai mas que cena!
Ai mas que cena!
Não estou na "onda de cima"

A cena é sempre igual
Nem dá pra perceber
Ou corre bem ou mal
Às vezes não sei o que escolher
Não sei se vou voltar
Eu já me estou a arrepender
Ou eu me atiro ao mar
Ou levo um tiro p'ra morrer

Mas sei que às vezes não consigo
Ver aquilo que está a meus pés
Então vem, eu já não tenho ninguém

Ai mas que cena!
Ai mas que cena!
Ai mas que cena!
Não estou na "onda de cima"

Mas si que às vezes não consigo
Ver aquilo que está a meus pés
Então vem, eu já não tenho ninguém

Letra e musica: Vasco M.Gritali

A primeira gravação deste tema foi em 2003 e mais tarde em2007

publicado por Zagati Prod. às 13:07
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.Gritali - Reverbnation

.Store

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

17

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Alone in the Castle Z (Ac...

. Goodbye, I'll be back (2)

. Facebook

. ...

. Mismatch

. ...

. "December" (2)

. Willows and osiers (2)

. Willows and osiers (2) - ...

. ...

.Dailymotion

.mais sobre mim

.links

.Downloads

https://app.box.com/shared/dcr0qh1gj6

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO

.subscrever feeds